Representantes de 17, das 18 dioceses do Paraná, participaram do encontro de formação e articulação da Pascom no Paraná

A arquidiocese de Londrina (PR) sediou neste final de semana, 6 a 8 de março, o 10º Encontro Regional dos Coordenadores da Pastoral da Comunicação. O encontro contou com a presença de Dom Mário Spaki, bispo de Paranavaí e referencial para a Pastoral da Comunicação no Paraná e reuniu cerca de 45 pessoas, representando 17 dioceses do Regional Sul 2 da CNBB.

 

O encontro teve início na noite de sexta-feira, dia 6, com a acolhida do arcebispo de Londrina e presidente da CNBB Sul 2, Dom Geremias Steinmetz. Em suas palavras, ele comentou que há uma “questão quase afetiva da Pascom do Paraná com Londrina”, pois a cidade é uma das primeiras dioceses a iniciar um trabalho na Pastoral da Comunicação. “Esse encontro vem fortalecer que a Igreja de Londrina é observada e oferece elementos de crescimento e análise que fazem a gente pensar e repensar metodologicamente a questão da evangelização”, afirmou dom Geremias.

Dom Geremias Steinmetz

Após a composição da mesa, composta por Dom Geremias, Dom Mário Spaki, Padre Valdecir Bressani, assessor eclesiástico para a Pascom e Antônio Kayser, coordenador regional da Pascom, o arcebispo de Londrina proferiu a palestra de abertura. Em pouco mais de uma hora, Dom Geremias contou aos participantes como foi a Visita Ad Limina Apostolorum dos bispos do Paraná, que aconteceu em Roma, nos dias 17 a 27 de fevereiro de 2020. Ele comentou sobre os assuntos mais importantes abordados nas reuniões em cada Dicastério, Congregação ou Pontifício Conselho e também sobre o que os bispos conversaram com o Papa Francisco, na audiência que aconteceu no dia 24 de fevereiro.

Mudança de época, missão, juventude, as missas extraordinárias, casais de segunda união, rezar pelas vocações, ação social, a vida e o descanso dos bispos foram alguns dos temas abordados com o Papa Francisco. “Foi uma experiência rica. Uma verdadeira graça de Deus”, comentou dom Geremias.

Um dia intenso de formação e espiritualidade

Na manhã do sábado, dia 7, foram abordados dois temas: “A história da comunicação no Brasil”, pela professora doutora Flora Neves Souza; e “Os desafios e perspectivas da comunicação”, com o professor doutor Reinaldo Zanardi.

“É importante para a Igreja conhecer o contexto no qual a comunicação nasceu no Brasil e ter um olhar crítico nesse sentido para não utilizar a comunicação como meio de controle”, defendeu a professora.

Para o professor Reinaldo, o grande desafio que a comunicação na Igreja e na sociedade enfrenta hoje é pensar a comunicação a partir das redes sociais e falar para vários públicos. “Na Igreja, podemos utilizar formas que já estão consolidadas na comunicação para comunicar conteúdos da Igreja de forma ética. Por que não usar memes e vídeos curtos, por exemplo, na comunicação das nossas paróquias?”, instigou o professor.

Da esquerda: Padre Valdecir, Flora, Reinaldo e Dom Mário
Após as duas palestras, o bispo referencial da Pascom, dom Mário Spaki, e o assessor eclesiástico, padre Valdecir Bressani, se juntaram aos conferencistas para responder as dúvidas da plateia. Foram abordados temas como o fim do jornal impresso, o caminho que a Igreja trilha na comunicação e a diferença entre comunicar e informar.
Padre Valdecir Brassani

No período da tarde, mais duas palestras fizeram parte da programação do encontro: “Comunicação da Igreja”, com o Padre Valdecir Bressani; e “A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoaos (LGPDP)”, com Vanessa Matos Lopes.

Padre Valdecir falou sobre a evolução do pensamento sobre a comunicação na Igreja, a partir de seus principais documentos, especialmente a partir do Concílio Vaticano II. Já Vanessa Matos apresentou essa Lei, que entra em vigor em agosto deste ano, e falou sobre os cuidados que as paróquias devem tomar ao publicar fotos e vídeos em seus canais de comunicação. Um assunto que gerou muitos questionamentos em toda a assembleia.

No final da tarde, aconteceu a missa presidida por Dom Mário Spaki e concelebrada pelos padres presentes no encontro e um diácono. Após o jantar, o encontro seguiu até as 22 horas com a partilha das principais atividades realizadas pelas Pascom nas dioceses.

Missa presidida por Dom Mário Spaki

Articulação da Pascom no Paraná

Antônio Kayser

No domingo, 8 de março, Dia Internacional da Mulher, as atividades do encontro foram abertas com a oração de uma dezena do rosário pelas vocações. O bispo de Paranavaí, Dom Mário, conduziu o momento, convidando as mulheres presentes para vir a frente e conduzirem as Ave-Marias.

Após a oração, Antônio Kayser conduziu a discussão de alguns assuntos práticos sobre a Pastoral da Comunicação, como os encaminhamentos para o 3º Mutirão Regional de Comunicação, que acontecerá na Diocese de Paranaguá no próximo mês de agosto; o 7º Encontro Nacional da Pascom, que acontecerá no mês de julho, em Belo Horizonte (MG); o cadastro nacional dos agentes da Pascom e a campanha #EuSouPascom; partilhou sobre as atividades da Pascom em nível nacional; sobre a criação de uma escola de comunicação e a formação de Grupos de Trabalho com base nos quatro pilares do Diretório da Comunicação (Doc. 99): formação, produção, espiritualidade e articulação.

O encontro conclui-se com a missa no final da manhã, presidida por Dom Geremias Steinmetz e concelebrada por Dom Mário Spaki e os demais padres presentes. Ao final da celebração, Dom Mário fez um agradecimento a todos que se dedicaram na organização do encontro, ao coordenador Regional, Antônio Kayser, a Dom Geremias que acolheu o encontro na sua Arquidiocese e ainda convidou as mulheres para ficarem ao redor do altar e receberem a bênção e uma rosa.

CLIQUE AQUI para mais fotos do encontro.

(Texto: Karina de Carvalho — Assessora de Comunicação da CNBB Sul 2, com informações da Pascom da Arquidiocese de Londrina — Fotos: Nivaldo Santos / Terumi Sakai / Guto Honjo)

Fonte: Site Cnbbs2

Postagem: PASCOM Diocesana